sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

o castanho dos meus cabelos
se enrolam entre as pontas de seus dedos
mas eles não podem mais
ficar ao vento
não mais.
já que o fogo do meu peito
se inundou no seu
coração
dos cantos dos meus olhos
ao suor do teu sorriso.

3 comentários:

Katrina disse...

os meus cabelos não podem, também, ficar ao vento

arthur disse...

talvez não o cabelo, mas a vida, essa sim poderia ser invadida pelo vento...

Fabiano Antunes - Pierrot Urbano disse...

C'est la vie...




Bella...
suas palavras cheias de intensidade
servem até para os que nao sabem ler...

beijos sinceros